Autores

Alexandre Garrido da Silva

SILVA, Alexandre Garrido

Alexandre Garrido da Silva é Doutor, Mestre e Bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), além de Bacharel e licenciado em Ciências Sociais pela UFRJ. É professor Adjunto da área de Fundamentos do Direito da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Uberlândia (FADIR-UFU) e pesquisador sobre Direitos Humanos, Democracia e Transição Política.

Seu interesse por Direitos Humanos, Democracia e Transição Política resultou em várias atividades, como a liderança dos grupo de pesquisa  "Democracia e Transição Política" (UFU-CNPq), participação no Centro de Estudos Avançados sobre Democracia (CEAD), coordenação dos projetos de extensão "Democracia e justiça de transição: educação para os Direitos Humanos" (PEIC/PROEX/UFU), "Justiça de transição e direitos fundamentais: a escola pensando os direitos" (PIBEX/PROEX/UFU) e participções no projeto intitulado "Preservar e construir: a memória da Faculdade de Direito por meio de sua produção" (PROEX/UFU) e no projeto "Arquivos de Direitos Humanos" (UERJ-CNPq). É pesquisador vinculado aos projetos de pesquisa "Direitos Humanos no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro: concepção, formação e aplicação" (FAPERJ - 2006 a 2009), "Direitos Humanos, Poder Judiciário e sociedade" (CNPq - 2008 a 2010), "Projeto Dossiê Justiça: uma proposta de observação da relação entre Constituição e Democracia no Brasil" (UFRJ-UnB em parceria com o Ministério da Justiça - 2007 a 2009) e "Observatório da Justiça Brasileira" (CNPq - 2009 a 2011).

Publicou pela EDUFU a obra "Democracia e justiça de transição : memória e resistência política no Brasil" (2015).

Alice Cunha de Freitas

FREITAS, A. C.

Possui graduação em Letras- Português-Inglês, pela Universidade Federal de Uberlândia (1980), Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1990), e doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997). Atualmente é professora associada 4 da Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolveu estágio de Pós-Doutorado em Linguística no Programa de Pós-graduação em Linguística do Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP, sob a supervisão do Prof. Dr. Kanavillil Rajagopalan. Tem experiência nas áreas de Linguística e Linguística Aplicada, com ênfase, atualmente, em Pragmática e Desconstrução, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de inglês, políticas de ensino de línguas, linguagem e identidade, identidade e ideologia.

Alice Krieg-Planque

Alice Krieg-Planque

Professora de Ciências da Informação e de Comunicação na Faculté des Lettres, Langues et Sciences Humaines na Université Paris-Est Créteil. É pesquisadora do Centre d'Étude des Discours, Images, Textes Écrits, Communication (CEDITEC). Além de diversos artigos publicados em revistas brasileiras, é autora do livro "A noção de  ' fórmula' em análise do discurso: quadro teórico e metodológico". 

Amadeu Carvalho Homem

HOMEM, Amadeu Carvalho

É professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. A sua investigação tem privilegiado a teorização política do liberalismo, da democracia e do socialismo em Portugal, no decurso do período contemporâneo. Dedicou-se especialmente ao aprofundamento da história do nosso republicanismo, procurando sobretudo salientar os contributos filosóficos em que essa proposta assentou. Pelo seu labor de clarificação do fenómeno republicano em Portugal, recebeu das mãos do então Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, a comenda da Ordem do Infante D. Henrique. Como historiador da Cultura, dedicou muito do seu estudo à caracterização intelectual de alguns dos vultos cimeiros da “Geração de 70”. É o coordenador científico de um curso de 2º Ciclo (nível de mestrado) e de um curso de 3º Ciclo (nível de doutoramento), ministrados pela Faculdade de Letras da sua Universidade, no âmbito das ideologias e das utopias contemporâneas. Além de exercer o seu trabalho junto de estudantes de História, tem colaborado também com outras áreas de formação, como a área de Comunicação Social e Jornalismo e a dos Estudos Europeus. Deu início muito recentemente a uma nova frente de investigação, de natureza multidisciplinar, aplicada ao estudo da imagem e da iconografia históricas.

www.uc.pt/imprensa_uc/Autores/galeriaautores/amadeuhomem

 

Amanda Pereira Macedo

MACEDO, Amanda Pereira

Amanda Pereira Macedo participou da Comissão da Verdade do Triângulo Mineiro e Alto Parnaíba, atuando como co-autora e pesquisadora para o relatório Caso Ismene Mendes: o legado classista, machista e fascista da ditadura civil-militar.