A INSTRUÇÃO PÚBLICA NAS VOZES DOS PORTADORES DE FUTUROS

R$45,00 
ISBN: 
978-85-7078-420-9
Ano: 
2016
Edição: 
Primeira
Área: 
Educação
Autor(es): 
Carlos Monarcha
Idioma: 
Português

Uma narrativa expositiva e crítica sobre os discursos públicos em favor da educação popular, em particular, de vozes identificadas com o liberalismo e o republicanismo do século XIX. Professores, cientistas da pedagogia, jornalistas, juristas, escritores, médicos, militares elogiaram a "instrução pública" por sua funcionalidade para "engendrar comunidades harmoniosas", destacando a importância de "formar sujeitos educados como ação propedêutica para a conquista do homem social".

RESENHAS:

MONARCHA, C. (2017): A instrução pública nas vozes dos portadores de futuros (Brasil, ss. XIX-XX). Uberlândia: Editora da Universidade Federal; colec. “História, Pensamento e Educaçâo”. ISBN: 978-85-7078-420-9.

La Colección brasileña “História, Pensamento e Educação”, dirigida por el profesor Decio Gatti Junior acoge este nuevo título, que es expresión de la riqueza y madurez de la actual historiografía educativa brasileira.

Una narración expositiva y crítica sobre los ‘discursos’ emitidos en los espacios públicos en favor de la educación popular, en particular, desde voces que se identifican con el liberalismo decimonónico y con el republicanismo. Más allá y más acá de los profesores y también de los cientistas de la pedagogía, que con alguna frecuencia accedieron a las esferas gubernativas y administrativas, federales o estatales de ese sigular ‘continente’ que es Brasil, fueron otras muchas las voces de periodistas, juristas, escritores, médicos, militares...que enaltecieron la ‘instrucción pública’ por su funcionalidad para ‘engendrar comunidades armoniosas’, destacando la importancia de ‘formar subditos instruídos como acción propedética para el logro del hombre social’.

Carlos Monarcha se detiene en este tipo de discursos, enfrentando una “historia social de las ideas”, como un modo distinto y complementario de narrar la historia de la instrucción popular en Brasil, desde los días finales del Imperio, a las puertas de los años 80 del siglo XX hasta los tiempos del ‘Estado Novo’ Getuliano de los pasados años 30. En particular, se detiene en los discursos que confiaron en el nuevo régimen republicano ‘como la objetivación de la razón en la historia’, como una teofanía (la razón histórica hegeliana), en los modos de instruír mediante conocimientos epitomizados y compendiados, así como en el examen de los hermeneutas de la República iletrada.

El texto de casi 300 pp., se complementa con extensos anexos gráficos, y otros.

Antón Costa Rico - Universidade de Santiago de Compostela

 

DA INTRODUÇÃO

Do mesmo autor de Brasil arcaico, escola nova: ciência, técnica e utopia. Anos 1920-1930 (prêmio Jabuti em 2010), este livro é o resultado de um "empenho [pessoal] em apreender, nas dimensões diacrônica e sincrônica, as fluentes pressões políticas, sociais, culturais, econômicas e demográficas nos domínios da instrução pública", nos séculos XIX e XX (até o Estado Novo). A base para essa apreensão se estruturou em amplo e detalhado leque de fontes [...] A instrução pública vem sendo estudada nesse período, mas quase sempre com um foco determinado, o que, sem desmerecer a literatura já publicada, deixa ao leitor a tarefa de apreender as diacronias e sincronias. Este livro articula essas dimensões e provoca o leitor a novas reflexões.

Eurize Caldas Pessanha UFMS

PRÊMIO JABUTI

Livro publicado pela Edufu conquista segundo lugar no Prêmio Jabuti

Assinado pelo professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp - Campus Araraquara) Carlos Monarcha e publicado pela primeira vez em 2016 pela Editora Edufu, A instrução pública nas vozes dos portadores de futuros (Brasil – séculos XIX e XX) é um títulos que integram a coleção “História, pensamento, educação”, publicada pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia (Faced/UFU) e dirigida pelo professor Décio Gatti Júnior e Geraldo Inácio Filho. A qualidade do livro foi atestada recentemente na edição 2017 do Prêmio Jabuti - concedido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e considerado o mais importante da literatura brasileira -, com a obtenção da segunda colocação na categoria "Educação e Pedagogia". A cerimônia de entrega do Jabuti acontecerá no próximo dia 30 de novembro, no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer, em São Paulo.